"Em comunicação não basta focar o destino é preciso observar a ponte" Carlos Parente (Obrigado! Van Gogh)

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Margarida Kunsch lança novas obras em RP

A Editora Saraiva acaba de lançar três novas obras organizadas por Margarida M. Krohling Kunsch: Relações públicas: história, teorias e estratégias nas organizações contemporâneas., Comunicação organizacional – Vol. 1: Histórico, fundamentos e processos, e Comunicação organizacional – Vol. 2: Linguagem, gestão e perspectivas. Elas se destinam a pesquisadores, professores, profissionais e estudantes de comunicação administração e áreas correlatas. Integrando um projeto único, constituem-se em verdadeiros handbooks brasileiros das relações públicas e da comunicação organizacional.

Além disso, contam com material de apoio para professores e alunos, disponibilizado no site www.saraivauni.com.br. As três obras resultam de um projeto de pesquisa que a autora desenvolveu de 2004 a 2007 no Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo da ECA-USP, com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento científico e Tecnológico (CNPq). No conjunto das atividades, uma foi produzir duas obras coletivas cujos textos fossem capazes de expressar o pensamento brasileiro da produção científica em comunicação organizacional e em relações públicas.Entende a autora que, para construir um corpus teórico de uma área, além do registro e de revisões do seu “estado da arte”, é necessário democratizar as pesquisas acadêmicas desenvolvidas e o conhecimento acumulado, que nem sempre estão disponíveis para toda a sociedade.

Daí a ideia de produzir publicações que congregassem autores de universidades do país que vêm trabalhando a temática dos dois campos em questão. Muitos deles já têm livros publicados sobre a temática específica de suas linhas de pesquisa e, nas três obras ora disponibilizadas, apresentam novas contribuições sobre suas percepções teóricas e práticas acerca desses campos.
A maioria dos trabalhos resulta de estudos por eles realizados em nível de pós-graduação e de outros trabalhos desenvolvidos em núcleos de pesquisa de entidades das duas áreas e das ciências da comunicação. As três coletâneas envolveram um total de 55 autores em sua produção: 19 na de Relações públicas; e 36 na de Comunicação organizacional – 20 no primeiro volume e 16 no segundo. Relações públicas: história, teorias e estratégias nas organizações contemporâneas - Em relações públicas se insiste cada vez mais no engajamento dos pesquisadores na construção de teorias que considerem as peculiaridades da realidade brasileira. E, se no campo profissional, até há pouco, a atividade se resumia à aplicação de técnicas em ações pontuais, hoje ela deve investir-se de um caráter eminentemente estratégico para as organizações. A obra, com cinco partes e 20 capítulos, distribuídos em 510 páginas, sinaliza que as relações públicas entram no segundo milênio como campo acadêmico já bastante solidificado e área profissional de múltiplas perspectivas. Ela representa mais um passo na formação de uma teoria brasileira de relações públicas, além de ser um valioso subsídio para o ensino de comunicação e de administração, assim como para a prática nas organizações.

Comunicação organizacional Vol. 1- Histórico, fundamentos e processos - A nova coletânea de comunicação organizacional procurou reunir a essência do pensamento comunicacional brasileiro sobre a área. Ela foi desdobrada em dois volumes, que se complementam. O primeiro, dividido em quatro partes e 17 capítulos, num total de 388 páginas, retrata o quanto já avançamos na produção acadêmico-científica. Os textos partem de um resgate da evolução da área no País, passam por seus fundamentos teóricos e aplicados e vão até os impactos exercidos sobre ela pelas novas tecnologias da informação. A obra representa uma significativa contribuição para o ensino dos fundamentos e processos da comunicação organizacional, além de um valioso subsídio para a fundamentação das práticas de comunicação nas organizações.

Comunicação organizacional Vol. II - Linguagem, gestão e perspectivas - Este segundo volume, com duas partes, 14 capítulos e um total de 360 páginas, complementa substancialmente o primeiro. Ele aborda temas correlacionados com a linguagem, a identidade e a gestão das mudanças culturais das organizações. O número de pesquisas sobre a gestão dos processos comunicacionais no ambiente e na cultura organizacional chama atenção na obra. E, embora ainda possam ser considerados emergentes no contexto dos estudos brasileiros de comunicação organizacional, os temas de linguagem, discurso e retórica mereceram destaque.

A coletânea Comunicação organizacional, com seus dois volumes, constitui, assim, uma obra bastante abrangente, registrando o que há de mais consistente em termos de pesquisa brasileira nessa área.

Autora - Margarida M. Krohling Kunsch é professora titular da USP, tem livre-docência, doutorado e mestrado em Ciências da Comunicação pela ECA-USP. É presidente da Comissão de Pós-Graduação da ECA-USP, coordena o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu de Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas da ECA-USP e preside, desde 2006, a Associação Brasileira dos Pesquisadores de Comunicação Organizacional e de Relações Públicas/ABRAPCORP. Exerce ainda as funções de diretora de Relações Internacionais da Federação Brasileira de Associações Científicas e Acadêmicas de Comunicação/Socicom. Foi por duas vezes presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação/INTERCOM e da Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación/ALAIC

Material tirado do boletim de RP em Ação nº 193/09 Ano XIII

Nenhum comentário: