"Em comunicação não basta focar o destino é preciso observar a ponte" Carlos Parente (Obrigado! Van Gogh)

domingo, 11 de julho de 2010

Um Parêntese....

Numa país onde a imprensa tem explorado muito mais o não jornalismo...preciso bater palmas para o Escobar que mostrou profissionalismo e não se deixou levar pela "tal audiência" que busca assuntos como a discussão dele com o Dunga. Mais uma vez, PALMAS PARA O ESCOBAR....


“Passou”, diz Alex Escobar sobre problema com Dunga


O jornalista Alex Escobar, da Rede Globo, disse não guardar mágoas do ex-treinador da seleção brasileira Dunga. “Se eu encontrasse o Dunga e o Jorginho hoje não teria problema em cumprimentá-los (...). Não ficou mágoa. Fiquei chateado no início, mas já passou”, afirmou, em entrevista ao blog Ilan House.

Escobar foi xingado pelo técnico durante coletiva após a vitória do Brasil sobre a Costa do Marfim durante a Copa do Mundo. Na entrevista, o jornalista contou a sua versão do fato.

“Eu estava na sala de coletiva. O Tadeu Schmidt me ligou, perguntando se os jogadores já tinham passado pela zona mista. E eu disse a ele: ‘Tadeu, não sei, não passei pela zona mista, to aqui na coletiva do Dunga’. Quando eu estava olhando para o telefone para bloquear o teclado, eu ouvi ele (Dunga) falando, ‘algum problema aí?’. Porque ele tinha falado do Luís Fabiano, que parte da imprensa queria que ele fosse barrado e eu fiz um sinal negativo com a cabeça, como se eu dissesse, eu não. Acho que ele não entendeu o meu gesto e aconteceu tudo aquilo”, contou.

Sobre o seu silêncio sobre o caso, Escobar explicou que não queria atrapalhar a cobertura da Copa do Mundo. “Nossa missão aqui na África do Sul é cobrir a Copa do Mundo. Fazer jornalismo, não fazer guerra com ninguém”, disse.

Ao ser questionado se considerava que Dunga tinha cometido um erro, o jornalista explicou que o treinador deve ter tido os seus motivos para tratá-lo daquela maneira, mas tudo foi apenas um “mal entendido”.

“Não cabe a mim dizer se ele errou ou não. Não sei, ele deve ter tido as razões dele. Certamente foi um mal entendido. Isso eu tenho certeza (...). Desejo sorte a ele na carreira, e ao Jorginho também. Eles são jovens, certamente vão trabalhar muito no futebol e conquistar muita coisa”, disse.

* Material do portal Comunique-se, disponível em:http://www.comunique-se.com.br/index.asp?p=Conteudo/NewsShow.asp&p2=idnot%3D56331%26Editoria%3D8%26Op2%3D1%26Op3%3D0%26pid%3D107416785025%26fnt%3Dfntnl

Nenhum comentário: