"Em comunicação não basta focar o destino é preciso observar a ponte" Carlos Parente (Obrigado! Van Gogh)

domingo, 22 de agosto de 2010

Composto de Comunicação

O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO





EMISSOR  CODIFICAÇÃO  CANAL  DECODIFICAÇÃO  RECEPTOR


Emissor – aquele que fala e gera todo o processo
Receptor – aquele que recebe a mensagem
Canal – é o meio (mídia) pelo qual foi transmitida a mensagem


O Emissor: codifica (símbolos) a mensagem e o receptor decodifica (traduz os símbolos)

O Feedback :Verificação do sucesso do processo de comunicação. Determina a compreensão


Ruído : Tudo que atrapalha a comunicação, a compreensão da mensagme

Robbins (2005 p. 246) identifica diversas barreiras que podem dificultar ou distorcer a comunicação eficaz, podemos destacar:

Filtragem: ou manipulação da informação pelo emissor para que ela seja vista de maneira mais favorável pelo receptor.

Percepção seletiva: Nesse caso o receptor vê e escuta seletivamente, com base nas suas próprias necessidades, motivações experiências, histórico e outras características pessoais. Muitas vezes interpretamos o que vemos e chamamos de realidade.

Sobrecarga de informação: acontece quando as pessoas têm mais informações do que conseguem organizar e utilizar, tendem a selecionar, ignorar ou esquecer informações..

Emoções: A interpretação de uma mensagem é influenciada pela maneira como o receptor se sente no momento em que a recebe.

Linguagem: As palavras têm significados diferentes para pessoas diferentes. Idade, educação e histórico cultural são as três variáveis mais óbvias que influenciam a linguagem usada por uma pessoa e como ela interpreta as palavras.



Robbins,Stephen P. Fundamentos do Comportamento Organizacional. São Paulo: Prentice Hall, 2005


O COMPOSTO DE COMUNICAÇÃO

O composto promocional pode ser definido (COBRA, 1997, P.444) como os componentes básicos de comunicação da empresa com o seu meio ambiente e são:


Propaganda e Publicidade

Propaganda (Advertising em inglês) é a forma paga de apresentação não pessoal de idéias, produtos ou serviços através de uma identificação do patrocinador. No Brasil, propaganda é o anúncio comercial feito pelas agências de propaganda. A propaganda é uma comunicação indireta por intermédio de diversos meios de comunicação com patrocinador identificado As mídias utilizadas para se fazer propaganda incluem jornal, revista, impressos, rádio, televisão aberta, TV a cabo, outdoor, Internet.
A propaganda atinge um grupo determinado de consumidores de acordo com as características e objetivos estabelecidos A propaganda pode ser : promocional (vendas de produto/ serviço), institucional (imagem produto/ serviço). No Brasil, a propaganda tem se destacado e já ganhou vários prêmios internacionais.

Publicidade (Publicity em inglês) tem origem derivada do latim publicius. Significa tornar público uma idéia ou um fato. O objetivo é criar, através dos meios de comunicação, uma atitude favorável em relação a uma idéia, um produto ou serviço . Teoricamente publicidade não é paga. As empresas querem estar sempre presentes na mídia e para isso, fornecem aos jornalistas material de divulgação entrevistas coletivas

Como se pode constatar Propaganda não é a mesma coisa que Publicidade. Contrera e Hatori (2003, p.64) destacam alguns aspectos que diferem Propaganda de Publicidade.

Propaganda tem as seguintes características: objetivo de informar e persuadir; é paga; tem a presença ostensiva do patrocinador, há controle do anunciante sobre a mensagem; o anunciante é o emissor da mensagem; menor credibilidade da mensagem

Publicidade, por outro lado, é caracterizada por informar; ser gratuita; não aparece o patrocinador; o produtor da matéria não tem controle sobre ela; o próprio veículo é o emissor; maior credibilidade da mensagem.


Temos vários tipos de campanhas



Propaganda Institucional – se preocupa em construir ou fortalecer a imagem da instituição
Propaganda de Varejo – O objetivo é a venda. Consiste na apresentação do produto, marca e descrição, preço, condições de pagamento e o endereço.
Propaganda Cooperada.- São campanhas de varejo realizadas pelos fabricantes e lojistas.
Propaganda Testemunhal Uma pessoa de credibilidade presta seu testemunho sobre as qualidades de um produto ou serviço

Propagandas Comparativas- Apresenta comparação entre dois produtos.


Propaganda Governamental:

Propaganda Competitiva : empresas públicas competem com empresas privadas na oferta de produtos. Exemplos Banco do Brasil e Caixa Econômica (buscando lucro), as escolas, hospitais, moradias.

Propaganda de serviços Comunitários: serviços em que há cobrança de valor monetário e que oferecem grandes possibilidades: correio, energia elétrica.

Propaganda de serviços Sociais –São as que contribuem com benefícios sociais como educação, saúde etc. São as campanhas para auxílio aos menores abandonados, velhice desamparada, campanhas de vacinação.

Propaganda Informativa – utilizada para a prestação de contas ao cidadão que paga impostos . Exemplo: conclusão de obras, segurança pública, saneamento.

Propaganda cultural e de Lazer. Visa o desenvolvimento cultural e do lazer: incentiva visita aos museus, teatro, concertos sinfônicos, caminhadas, passeios de bicicleta.

Propaganda Institucional – usada para fortalecimento da imagem e da credibilidade do governo. Visa obter maior cooperação e motivação popular para com os programas governamentais.




Merchandising

A técnica de merchandising foi usada inicialmente no cinema para promover produtos. Os atores e atrizes de Hollywood se apresentavam consumindo produtos diversos (fumavam cigarros marca Hollywood , bebiam cervejas Budweiser e refrigerante Coca-Cola, dirigiam carros Ford e outros) e criavam demanda para esses produtos . Hoje merchandising é utilizado para promoção na televisão, sobretudo nas novelas e apresentações de programas. Empresas como Boticário e banco Itaú utilizam bastante essa ação.
Merchandising também inclui o conjunto de operações táticas no ponto-de-venda (PDV). A palavra certo é a chave para se entender merchandising de acordo com Sant´Anna (1998, p.21). Assim, o autor esclarece que merchandising é o produto certo, na quantidade certa, no momento certo,no preço certo, no tempo certo, com o impacto visual certo. Envolve embalagem, display. Pode ser usada por promotores ou demonstradores ou por uma ação conjunta desses no ponto-de-venda, ou através de televisão, cinema.

Promoção de Vendas

Qualquer atividade que objetiva incrementar as vendas. A promoção de vendas (SANT´ANNA, 1998, P.25) atua para acelerar vendas, bloquear a penetração da concorrência, aditar novas razões de consumo, reativar um produto cujas vendas tenham entrado em declínio; divulgar um novo produto; aumentar a eficiência e eficácia da força de vendas e injetar estímulos na rede intermediária.

A promoção de vendas visa atrair consumidores e são utilizados:

Amostras – promoção que permite a experimentação ou teste de produtos antes da decisão de compra do consumidor.

Brindes – itens de baixo valor (bonés, chaveiros, camisetas, blocos de anotações, canetas etc ) distribuídos aos consumidores. O brinde é gratuito e não está associado à venda.

Vale-brindes – nesse tipo de promoção o consumidor acha um vale-brinde dentro do produto e pode trocar por um prêmio.

Sorteios - é a promoção em que o consumidor ao fazer compras recebe um cupom ou ticket com números para participar de um sorteio. Ganhará aquele cujo número coincidir com o sorteio da Loteria Federal.

Prêmios - promoções do tipo “achou-ganhou”. O prêmio difere do brinde porque está associado a uma compra.

Concursos – Distribuição de prêmios mediante sorteio. Pode incluir entrega de embalagens, tampinhas, rótulos etc. A apuração é feita na própria empresa ou nas emissoras de rádio ou TV.

Cupons – distribuídos através de volantes entregues porta a porta e através de anúncios no catálogo telefônico, os cupons dão direito a descontos especiais na compra de determinado produto. Os cupons também podem ser juntados a cada compra, garantindo um benefício ou produto.

Degustações – Empregada no ramo de alimentos e bebidas. A pessoa tem a chance de experimentar e sentir o gosto antes de adquirir o produto e isso pode ser decisivo na hora da compra.

Convenções e Shows – convenções são usadas para motivar a força de vendas com referência a um produto. Os shows, por outro lado, são usados para motivar consumidores, distribuidores, varejistas.

Datas especiais - As datas podem ser usadas para promover as vendas como: dia das mães, dia dos pais, dia dos namorados, Natal, Páscoa e datas comemorativas e de aniversário das empresa.

Feiras Comerciais – é uma exposição de vendas imediata e eficiente para a ampliação dos negócios. O stand deve ter as características de uma loja.

Diversos - liquidação, saldos de balanços desfiles, seminários, congressos também podem ser usados. Na verdade, como destaca Las Casas (2000, p.197) não há limites para diversificação no âmbito da promoção de vendas como destaca


Relações Públicas

Toda empresa precisa se relacionar com os seus públicos de interesse: consumidores, fornecedores, revendedores, público interno (empregados), a comunidade, o governo, a imprensa, dentre outros. A função de um profissional de Relações Públicas envolve uma série de ações desenvolvidas com o objetivo de criar uma imagem corporativa de uma empresa, de seus produtos ou serviços. Suas funções incluem publicidade do produto, comunicação corporativa, lobby, assessoria de imprensa, apoio ao lançamento, reposicionamento e defesa de produto.


Marketing Direto

É definido (KOTLER & KELLER, 2006, p.606) como o uso de canais diretos para se chegar ao consumidor e oferecer produtos e serviços.

É o marketing efetuado através de propaganda em vários tipos de mídia que interagem diretamente com os consumidores solicitando-lhes que representem uma resposta direta (MOREIA; PASQUALE; DUBNER, 2003) São exemplos de marketing direto: mala direta, catálogos, TV interativa, quiosques, sites, telefones, telemarketing.

Stone (1984, p. 1) define mala direta como o veículo usado para fazer contato com clientes pelo correio. A mala direta é enviada para a casa.

Para o envio de mala direta é necessária uma listagem. Recomenda-se que as listas sejam previamente testadas antes de usadas. Os tipos de mala direta incluem, dentre outros: cartão-resposta, carta, envelope, circular, catálogo, volante etc.


Força de Vendas

O vendedor desempenha um papel fundamental na criação da imagem da empresa. É ele que tem o primeiro contato com os compradores de produtos ou serviços.


* Disponível em:www.fortium.com.br/faculdadefortium.com.br/.../COMUNIC.doc

Um comentário:

Paula Baiadori disse...

Olá.
A Alphagraphics oferece soluções exclusivas em marketing direto através da agdirect, ajudando você a se comunicar com seus clientes e conseguir resultados com canais de comunicação direta.
Oferecemos diversos níveis de personalização: Construção e inteligência de banco de dados, impressão, criação de URLs personalizadas, acompanhamento e análise de retorno de investimento e aplicações de última tecnologia como realidade aumentada.
Conheça nossos cases de comunicações personalizadas http://bit.ly/asqyRY
Coloco meus contatos à disposição para qualquer dúvida pbaiadori@alphagraphics.com.br
Abraços.