"Em comunicação não basta focar o destino é preciso observar a ponte" Carlos Parente (Obrigado! Van Gogh)

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Comunicação Corporativa – Mudar de dentro para fora

Por Adriane Filenga


“O caráter é como uma árvore e a reputação como sua sombra. A sombra é o que nós pensamos dela; a árvore é a coisa real.” Abraham Lincoln.

“Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.” Mateus 7:16-18


“Entende-se por Relações Públicas o esforço deliberado, planificado, coeso e contínuo da alta administração, para estabelecer e manter uma compreensão mútua entre uma organização, pública ou privada, e seu pessoal, assim como entre essa organização e todos os grupos aos quais está ligada, direta ou indiretamente”. ABRP - Associação Brasileira de Relações Públicas.

Qual é a imagem que você tem das empresas? Por que gosta da empresa X e não gosta da empresa Y? O que elas têm de diferente entre si, que as torna mais ou menos agradável e atraente? A propaganda, o produto, o serviço, ou algo mais?

Na hora de pensar em alguma estratégia para conquistar clientes, é importante lembrar de ouvir os clientes que já se tem. Não adianta investir inúmeros esforços em coisas que podem ser quase insignificantes para o público receptor; o melhor é investir naquilo que eles buscam.
O que você busca em uma empresa? É isso o que você procura oferecer quando você é a empresa?

“(…) Comunicação corporativa é o diálogo que a organização estabelece com a sociedade com o propósito de prestar contas, de firmar e manter um conceito positivo a respeito de si mesma e de garantir uma boa reputação perante a própria sociedade e que isto ela faz contando para a sociedade o que ela é e buscando a resposta por meio da identificação das percepções dessa mesma sociedade.” Prof. da Universidade Metodista de São Paulo, João Evangelista Teixeira – JET.

Veremos o que significam os conceitos bases da comunicação corporativa, contemplados nesta definição:

- A identidade (o que a organização é);
- A imagem/conceito (a percepção que a sociedade tem da organização);
- E a reputação (o resultado do julgamento que a sociedade faz da organização).

“A identidade é o objeto da comunicação, aquilo que a organização precisa comunicar à sociedade; a imagem é o resultado da decodificação, pela sociedade, das mensagens da organização; e a reputação é o feedback, a resposta que a sociedade dá a essas mensagens.” JET.

Aprofundemos a identidade

Não me adianta, como empresa, querer que as pessoas me vejam como uma empresa responsável, se eu não sou. Até porque, cedo ou tarde, o cliente percebe quando o empresa está se mascarando. A identidade é, portanto, aquilo que faz com que uma coisa ou pessoa seja aquilo que ela é e que a diferencia de todas as demais; também a identidade organizacional é aquilo que faz com que a organização seja o que ela é e que a diferencia de todas as outras organizações.
Desta forma, a captação de novos clientes e a fidelização dos já existentes será muito mais rápida e real, por conta da identificação criada entre os envolvidos.

Seja confiança, qualidade, elegância, rapidez, eficácia ou outro elemento qualquer que queira ser transmitido, é importante que a empresa saiba alterar sua estrutura e não sua reputação apenas, estabelecendo, assim, uma mudança concreta e, consequentemente, laços que podem ser muito mais duradouros do que o simples momento da compra ou aquisição daquele produto ou serviço – B2C (Business to Consumer) -, mas um laço que visa o crescimento e o progresso mútuo, o B2H – Business to Human.

*disponível em:http://abordodacomunicacao.com.br/2010/08/10/comunicacao-corporativa-mudar-de-dentro-para-fora/

Nenhum comentário: